Comando Manual Universal - CMU

  • Cavenaghi Fabricante: Cavenaghi
  • Cód: 670356
Comando Manual Universal - CMU 0% 0 [Seja o primeiro a avaliar]
Descrição: O CMU é um sistema de acelerador e freio manual automotivo destinado ao uso de motoristas com deficiência. Do tipo alavanca puxa-empurra, é instalado por detrás do volante com sua empunhadura sobressaindo para o lado esquerdo.INSTALAÇÃO T&... Saiba mais
BRL 1190.00 por R$ 1.190,00 R$ 1.130,50 com 5.00% de desconto no Boleto 11x de R$ 108,18 sem juros  

Descrição

O CMU é um sistema de acelerador e freio manual automotivo destinado ao uso de motoristas com deficiência. Do tipo alavanca puxa-empurra, é instalado por detrás do volante com sua empunhadura sobressaindo para o lado esquerdo.


INSTALAÇÃO TÉCNICA NÃO INCLUSA NO VALOR DO PRODUTO.

Consulte preços e pontos de instalação através do telefone (11) 2380-3060
Envie MARCA / MODELO / ANO do veículo no e-mail: contato@cavenaghi.com.br

Características

O CMU é o mais antigo equipamento de acelerador e freio manual automotivo produzido em série no Brasil. Suas primeiras unidades foram fabricadas na década de 60 pelo fundador da Cavenaghi, o Sr. GIULIO MICHELOTTI. Sua estrutura é simples, mais extremamente robusta e confiável.

Seu funcionamento utiliza o conceito “puxa-empurra”, ou seja, para se acelerar o veículo, o motorista puxa em sua direção a alavanca principal situada por detrás do volante, e para freá-lo, esta mesma alavanca é empurrada na direção do painel do veículo (para frente).
A alavanca principal é construída em alumínio fundido, e o restante das peças em aço carbono, possui dois rolamentos na sua articulação principal e uma capa protetora para as pernas na base inferior da alavanca. Este equipamento apresenta as seguintes vantagens:
Hastes rígidas de aceleração – as hastes rígidas de aceleração garantem um funcionamento muito preciso e confiável para a aceleração do veículo, pois dispensam o uso de cabos de aço, que com o uso, costumam romper;
Empunhadura para o lado esquerdo do volante – este é o lado mais indicado para as empunhaduras dos aceleradores e freios manuais. Estando nesta posição, estes equipamentos são operados pelo braço esquerdo do motorista com deficiência, liberando o braço direito para:
Iniciar o funcionamento do motor e acelerar o veículo ao mesmo tempo;
Iniciar o funcionamento do motor e frear o veículo ao mesmo tempo;
Acionar o freio de serviço do veículo e operar o freio de estacionamento;
Acionar o freio de serviço do veículo e operar a alavanca de cambio;
Operar os comandos existentes no painel central juntamente com a operação de aceleração ou frenagem, tais como: rádio, ar condicionado, ventiladores, etc.
Regulagem na articulação – o conceito de duplo rolamento na articulação principal permite que se consiga um funcionamento muito suave e sem as indesejáveis folgas, que ocasionam ruídos quando o veículo passa pelas oscilações nas vias.
Ausência de cantos vivos – além de ter sido revestido por um material macio, todo o equipamento foi desenhado sem a existência de cantos vivos, para evitar que as pernas dos motoristas que forem utilizar o veículo se machuquem ao se chocar com o equipamento.

INFORMAÇÃO IMPORTANTE

Sr.(a) proprietário(a) do veículo que receberá um equipamento de dirigibilidade destinado ao uso de motoristas com deficiência.
De acordo com a PORTARIA N º 64, DE 24 DE MARÇO DE 2016 do DENATRAN, e RESOLUÇÃO Nº 292 do CONTRAN, no campo de observação do CRV/CRLV deste veículo deverá constar a seguinte observação: ‘veículo para condução por pessoas portadoras de necessidades especiais’, para que sua documentação esteja de acordo com as exigências legais hoje em vigência.
Para a viabilização disto, os seguintes passos deverão ser efetuados:
1. O proprietário do veículo deverá solicitar previamente uma autorização ao órgão responsável pelo registro e licenciamento da localidade onde o veículo está ou será registrado (DETRAN ou CIRETRAN). Somente com esta autorização em mãos, o veículo poderá executar o passo seguinte;
2. O veículo deverá ser inspecionado por uma Instituição Técnica Licenciada pelo DENATRAN (ITL), para a emissão do Certificado de Segurança Veicular (CSV);
3. O CSV emitido pela ITL mencionada no item anterior, juntamente com a nota fiscal dos equipamentos instalados no veículo, deverão ser encaminhados ao DETRAN ou CIRETRAN da localidade onde o veículo está ou será registrado para a regularização de sua documentação conforme o que define a
PORTARIA 64 e RESOLUÇÃO 292.
Vale salientar que este procedimento é uma exigência legal e de responsabilidade do proprietário do veículo. Caso este procedimento não seja concluído na sua integra, o veículo e seu proprietário estarão sujeitos a penalidades previstas no Código de Trânsito Brasileiro (CTB).
Para maiores informações:
• Consulte no site www.denatran.gov.br, a integra da PORTARIA 64 e a RESOLUÇÃO 292, preferencialmente a versão consolidada, ou;
• Consulte o DETRAN ou CIRETRAN da localidade onde o veículo está ou será registrado, ou;
• Consulte seu despachante de confiança.

Para a validade e eficácia da garantia do produto, o adquirente deverá, necessariamente, fazer a instalação do mesmo na Cavenaghi ou em um de seus credenciados, cuja relação encontra-se na página http://www.cavenaghi.com.br/onde-encontrar, esclarecendo-se que, não sendo instalado o equipamento com o atendimento dessa exigência, ocorrerá a PERDA DA GARANTIA, independentemente de qualquer formalidade.

Fabricante: Cavenaghi
A imagem utilizada para ilustrar o produto é uma foto de divulgação. Pode haver pequenas alterações do produto, caso o fornecedor entenda que seja necessário.